Perspetivas de comprador

Como os portais de imobiliário estão a mudar o panorama deste setor

Os portais de imobiliário não são uma novidade. Desde os meados até ao final dos anos 90, pouco depois da Internet ter-se tornado pública, os Portais de Imobiliário têm vindo a alterar gradualmente o processo de pesquisa online de um novo imóvel, ao permitirem que as pessoas naveguem em listagens e visualizem fotos a partir do conforto da sua propria casa antes de se aventurarem a ver pessoalmente.

E desde o início dos anos 2000, a indústria explodiu com novos nichos e nichos concorrentes em todo o mundo. Mas, além de tornarem cada vez mais fácil a pesquisa de uma nova casa, como é que os portais de imobiliário estão a mudar este setor e, estão, de facto, tornando-o melhor para os compradores de imóveis residenciais?

Porque adoramos um portal de imobilário?

Os portais de imobiliário refletem a forma como os hábitos dos consumidores mudaram. Um portal oferece uma maior seleção de imóveis para navegar do que a tradicional janela do agente imobiliário ou a inserção de anúncios no jornal, e oferece um modo mais fácil de navegar nessa seleção. Há também o facto de que as listagens online não estão limitadas em termos da quantidade de espaço disponível para as informações. Assim, os compradores podem aprender o suficiente sobre um imóvel para decidirem se querem dispensar o tempo precioso para o visitar.

Para os agentes, os portais oferecem uma forma fácil de colocar os seus imóveis e a sua marca perante um público muito mais alargado, aumentando o número de potenciais clientes (leads) e de pedidos de informação que recebem. Dependendo do portal, também receberão informação privilegiada sobre os imóveis que estão a vender bem e ferramentas para ajudar a melhorar as suas listagens.

Como estão a mudar os portais?

Os primeiros portais foram desenvolvidos para se concentrarem exclusivamente em publicidade de imóveis, ajudando a conseguir mais visibilidade das listagens. Atualmente, os modelos de negócios estão a mudar.

Os portais estabelecidos estão a procura de novas fontes de rendimento. Muitos estão a expander os seus serviços para deixarem de se comportarem como um motor de busca. Estão a envolver-se mais com o cliente final e até, em alguns casos, a oferecerem serviços diretos em todas as etapas do ciclo de compra, adquirindo várias empresas que oferecem serviços complementares. Desde os sítios de comparação de produtos financeiros até os softwares de back office imobiliário e até mesmo o desenho de sítios web, o seu objetivo é diversificar e ganhar dinheiro com o maior número possível de componentes do processo.

Contudo, como refere Mike DelPrete especialista do setor. os líderes do mercado, ou pelo menos os que estão no topo, continuam a concentrar-se muito em serem ótimos espaços para comprar propriedades. Estão a adotar uma abordagem “menos é mais” para tornarem os seus portais o mais fácil possível de utilizar. São aqueles com a menor quota de mercado que estão a integrar novas iniciativas de negócios, como hipotecas, seguros e avaliação de imóveis. Mas, ao atuarem como um “balcão único”, estarão realmente a oferecer aos compradores o que eles precisam?

Para onde ir a partir daqui?

Em última análise, os portais querem que os agentes recebam elevados números de leads e pedidos de informação através deles, ou seja, o maior valor que um portal pode oferecer a um agente é uma maior e melhor exposição dos seus imóveis.

A realidade Big Data está a tornar-se cada vez mais importante, já que podemos monitorizar melhor as pessoas que visitam os sítios de imobiliário e, depois, usar algoritmos para prever o comportamento e a intenção de compra. A longo prazo, isto ajudará não só a personalizar as interações que tem com os clientes enquanto agente, mas também ajuda-lo-á e compreender os números, ganhar mais listagens e superar os seus concorrentes.

Os portais como o Kyero estão a concentrar-se em apoiar os agentes no mercado da forma mais eficaz: ao fornecerem as melhores ferramentas – como a facilidade de carregamento e a tradução automática – para ajudarem a maximizar o desempenho dos seus negócios e obter um valioso Retorno de Investimento em marketing.

Nos próximos meses, veremos mais avanços tecnológicos na indústria; alguns estão a começar a testar um visualizador de realidade virtual que permitirá aos possíveis compradores pesquisarem imóveis nas zonas envolventes à sua localização sem sairem da sua sala de estar. As tecnologias de push e as aplicações para smartphone, tais como o matchmaker de localização ao estilo Tinder da Kyero, estão a colocar a pesquisa intuitiva de imóveis na palma das nossas mãos.

No final, o que os portais de imobiliário não deverão esquecer é a sua verdadeira razão de existir: ajudarem as pessoas a encontrarem imóveis. E, independente da forma como o fizerem, serão os que o fizerem melhor que acabarão por ser bem sucedidos.

Leave a Reply